Como o treino de musculação e aeróbio previne o câncer?
13 de Maio de 2017
Emagrecimento na musculação através da dieta Dukan, funciona?
14 de Maio de 2017
Exibir tudo

A liberação de adrenalina está diretamente ligada ao sucesso no treino de musculação, e por isso que nossa equipe sempre estimula nossos alunos da personal trainer online a treinarem com foco e determinação.

Muitas são as pessoas que frequentam academias dia após dia procurando uma melhora na qualidade de vida, na saúde ou por pura estética e aumento na auto estima. O que muitos não esperam é o quão as milhões de emoções afetam durante o treino, ou melhor quando você decide fazer um exercício, e usamos o exemplo, da musculação neste artigo.

Adrenalina & Musculação

Um estudo feito por 6 meses com 50 alunos que frequentam uma única academia e geralmente treinam pelo menos três vezes por semana, 25 mulheres e 25 homens de 16 à 43 anos, indicam que uma série de sintomas estão relacionados,também com o desempenho na atividade física.

A ansiedade é um deles, quando a pessoa busca pela perda de peso, por exemplo e fica com uma certa “ ganância “ por sempre estar treinando, pela busca de resultados rápidos. Ai, cabe o profissional, ajudá-lo a compreender que o resultado virá aos poucos, por exemplo.

Porém, esta certa ansiedade também pode lhe trazer benefícios, pois assim surge a motivação para ir ao treino e continuar com sua rotina saudável.

No caso de um episódio de raiva, o organismo libera uma carga de adrenalina direto no sangue, isso faz também com que a pessoa tenha mais vontade de praticar exercícios, pois, pode ser que através do treino, obtenha um momento de relaxamento.

A atração sexual também libera autos níveis de adrenalina, quando estamos diante da pessoa pela qual sentimos essa atração, por exemplo. Por todas as emoções podemos notar, que em todas citadas acima, podemos falar sobre o nível do hormônio “ adrenalina “.

Para entendermos melhor, o que é a adrenalina?

Falando de uma maneira um pouco mais simples, sem ser técnica, para que todos entendam melhor ( inclusive quem vos escreve ), a adrenalina é um hormônio cujo aumenta os batimentos cardíacos, aumenta o nível de sangue, “ queima “ gordura adiposa e entre outras coisas.

Ou seja, as emoções sentidas, podem sim ajudar durante o treino, justamente por nos levar à um nível auto de adrenalina. Cujo essa nos torna um pouco mais, “ adeptos “ dos treinos.

Os hormônios interferem na energia e também no metabolismo. ( para esclarecer isso, precisaríamos de um artigo um pouco mais técnico, fica para uma próxima oportunidade )

Numa rápida conclusão, podemos afirmar que essas emoções influenciam sim, diretamente na prática de atividade física, trazendo assim, aos praticantes resultados positivos e muito melhores durante a atividade.

Conclusão

Vale lembrar que este hormônio em excesso pode não lhe trazer benefícios, portanto, fique ciente que a adrenalina, usada de forma saudável, é o que ajuda para a prática da musculação.

Traduzindo de forma mais simples, a emoção que incentiva é a motivação.

E pode-se notar, através dos estudos´ou até a olho nu, que os alunos que tem um maior incentivo de um profissional ao seu lado, dando toda a atenção devida e passando os treinos de forma saudável e correta para cada pessoa, tem melhores resultados.

A motivação os move, e é ai que mora a diferença. Os alunos que se veem motivados, traduzem tudo isso nos treinos e alcançam muito mais os resultados.

Bons treinos!

Como a adrenalina interfere no seu treino de musculação

 

Bibliografia:

ANDREI NORIE ISHIMURA: A INFLUÊNCIA DE DIFERENTES ESTADOS EMOCIONAIS NO DESEMPENHO DA PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO.

Thais Lima
Thais Lima

Graduanda em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, na instituição de ensino Esamc Santos.
Responsável por fazer a pesquisa, seleção e produção dos melhores conteúdos sobre treinamento, nutrição, gestão de stress e sono, dieta e suplementação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *