Retenção de líquidos e como acabar com esse incômodo?
17 de julho de 2017
Super série – 9 formas diferentes de usar no treino de hipertrofia
21 de agosto de 2017
Exibir tudo

O sonho da maioria dos alunos é ganhar massa muscular e perder gordura ao mesmo tempo, mas esse fenômeno só acontece em situações específicas que vamos descrever abaixo.

Esse fenômeno é difícil de acontecer porque o seu corpo sempre vai procurar o equilíbrio, então a regra geral é, ou você está em anabolismo ou em catabolismo.

Para ficar em anabolismo (ganhar massa muscular) é preciso que o consumo de calorias seja maior que a ingestão. Já no catabolismo o processo é inverso e por isso que em situações normais esses dois processos não acontecem ao mesmo tempo.

Mas em algumas situações específicas, o corpo consegue realizar o ganho de massa magra e a redução da % de gordura ao mesmo tempo como nos exemplos a seguir.

Iniciantes

Em alunos iniciantes o ganho de massa magra e a redução da % de gordura acontece de forma simultânea, isso acontece porque a quantidade de massa muscular é muito baixa, então o corpo vai ter que usar as reservas de energia para ajudar no ganho de massa magra.

Um estudo com adultos sedentários demonstrou esse efeito, onde homens sedentários com distúrbio de glicemia conseguiram ganhar 4kg de massa magra e perder 7kg de gordura em 14 semanas de treino.

Obesos

Alunos obesos, mesmo com restrição de calorias, também conseguem ganhar massa magra e perder gordura ao mesmo tempo. Isso foi demonstrado em um estudo com mulheres obesas com dieta de 800 calorias que treinaram 3 vezes por semana.

Uso de hormônios

Com o uso de hormônios anabólico e dietas hiperproteicas é possível ganhar massa muscular e perder gordura ao mesmo tempo. Vários estudos em ambiente hospitalar ou em grupos especiais já demonstraram isso.

Em alunos saudáveis o uso de hormônios anabólicos com dietas hiperproteícas proporciona um aumento significativo da massa magra, ao mesmo tempo que diminui a gordura corporal.

Ao recomeçar o treino

Quando você retorna aos treinos o corpo tende a recuperar a força e massa muscular de forma rápida, e para que esse fenômeno aconteça de forma eficiente o seu corpo tente a usar as suas reservas de gordura.

E até você recuperar os níveis de força e massa muscular pregressos, seu organismo tende a usar as reservas de gordura de forma prioritária.

Em quais situações é possível ganhar massa muscular e definir ao mesmo tempo

Conclusão

Então podemos afirmar que para ganhar massa magra e perder gordura ao mesmo tempo, é preciso que você se encaixe em uma das situações acima. Se isso não for possível tente ganhar o máximo de massa muscular em ciclos de 12 a 20 semanas e perder gordura em ciclos de 3 a 6 semanas com reduções de 10 a 20% das calorias por semana.

Referência

  1. Webber J, Macdonald IA. Signalling in body-weight homeostasis: neuroendocrine efferent signals. The Proceedings of the Nutrition Society. 2000; 59(3):397-404.
  2. Wallace MB, Mills BD, Browning CL. Effects of cross-training on markers of insulin resistance/hyperinsulinemia. Medicine and science in sports and exercise. 1997; 29(9):1170-5.
  3. Donnelly JE, Sharp T, Houmard J, Carlson MG, Hill JO, Whatley JE, et al. Muscle hypertrophy with large-scale weight loss and resistance training. Am J Clin Nutr. 1993; 58(4):561-5.
  4. Bhasin S, Parker RA, Sattler F, Haubrich R, Alston B, Umbleja T, et al. Effects of testosterone supplementation on whole body and regional fat mass and distribution in human immunodeficiency virus-infected men with abdominal obesity. The Journal of clinical endocrinology and metabolism. 2007; 92(3):1049-57.
  5. Schroeder ET, Zheng L, Ong MD, Martinez C, Flores C, Stewart Y, et al. Effects of androgen therapy on adipose tissue and metabolism in older men. The Journal of clinical endocrinology and metabolism. 2004; 89(10):4863-72.
  6. Mavros Y, O’Neill E, Connerty M, Bean JF, Broe K, Kiel DP, et al. Oxandrolone Augmentation of Resistance Training in Older Women: A Randomized Trial. Medicine and science in sports and exercise. 2015; 47(11):2257-67.
  7. Lovejoy JC, Bray GA, Greeson CS, Klemperer M, Morris J, Partington C, et al. Oral anabolic steroid treatment, but not parenteral androgen treatment, decreases abdominal fat in obese, older men. International journal of obesity and related metabolic disorders : journal of the International Association for the Study of Obesity. 1995; 19(9):614-24.
  8. Nam SY, Kim KR, Cha BS, Song YD, Lim SK, Lee HC, et al. Low-dose growth hormone treatment combined with diet restriction decreases insulin resistance by reducing visceral fat and increasing muscle mass in obese type 2 diabetic patients. International journal of obesity and related metabolic disorders : journal of the International Association for the Study of Obesity. 2001; 25(8):1101-7.
  9. Hermansen K, Bengtsen M, Kjær M, Vestergaard P, Jørgensen JOL. Impact of GH administration on athletic performance in healthy young adults: A systematic review and meta-analysis of placebo-controlled trials. Growth Hormone & IGF Research. 34:38-44.
  10. Gundersen K. Muscle memory and a new cellular model for muscle atrophy and hypertrophy. The Journal of experimental biology. 2016; 219(Pt 2):235-42.

Rodrigo Ramos
Rodrigo Ramos
Sou Graduado em Educação física e Pós-graduado em Fisiologia do Exercício e Reabilitação Cardíaca. Atuei por mais de 10 anos na Reabilitação Cardíaca e no ensino superior ministrando aulas na Graduação e Pós Graduação nas disciplinas de fisiologia do exercício, treinamento desportivo e avaliação das capacidades física. Trabalho como personal trainer a mais de 15 anos na cidade de Santos, em 2012 fundei o site wwwmusculacaoonline.com.br para oferecer um serviço de personal trainer com suporte online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *