Efeito sanfona, como evitar e quanto tempo dura?
13 de maio de 2018
Quer prevenir lesões musculares? Faça musculação!
16 de maio de 2018

There is no ads to display, Please add some

Um programa de perda de peso, deve ser realizado com dieta e exercícios físicos mas há um debate muito grande sobre os reais efeitos adicionas do treino aeróbio ou da musculação em conjunto com dieta para promover a perda de peso, e ainda não se sabe muito bem quais seriam as diferenças entre o treinamento aeróbio e a musculação nesse processo.


There is no ads to display, Please add some

O estudo

Um estudo randomizado promovido Department of Psychiatry, Columbia University Medical Center examinou os efeitos da dieta e treinamento de musculação, dieta e treinamento aeróbico ou somente a dieta sobre os fatores de risco metabólicos associados à obesidade.

O grupo

Foi selecionado um grupo com oitenta e um indivíduos, com sobrepeso e obesidade que treinaram e fizeram dieta controlada por 8 semanas. Todos os participantes receberam uma dieta restritiva de 70% da taxa metabólica de repouso medida (RMR).

O grupo de exercícios aeróbio e treino de força realizaram o treinamento 3 vezes por semana, sob supervisão de uma equipe de professores. Foram avaliados osindicadores antropométricos e hormônios em jejum antes e depois do estudo.

Os resultados

Os resultados mostraram que a perda de peso (8,5 ± 4,3 kg SD) média não diferiu entre os grupos, nem as reduções no IMC ou gordura corporal, embora o grupo dieta mais treinamento de musculação tenha conseguido reter mais massa muscular que os outros.

Houve melhora significativa nos valores e número de fatores de risco da síndrome metabólica, com diminuição nas concentrações de insulina e resistência a insulina, que não variou entre os grupos.

Conclusão

Nos os homens, a testosterona aumentou significativamente mais no grupo (dieta+ aeróbico de treinamento), em comparação com os outros grupos. Em comparação com a dieta por si só, a adição da musculação ou treino aeróbio não melhorou o perfil do IMC, gordura corporal ou fatores de risco metabólicos, embora a dieta mais treinamento de musculação tenha mostrado uma tendência para a preservação da massa magra o que pode ser uma vantagem pois mantem o gasto calórico de repouso.

Leia mais:


There is no ads to display, Please add some
Rodrigo Ramos
Rodrigo Ramos
Graduado em Educação física Pós-graduado em Fisiologia do Exercício Pós-graduado em Reabilitação Cárdica Personal training com experiência em performance e reabilitação cardíaca Professor das disciplinas de fisiologia do exercício, treinamento desportivo e avaliação das capacidades física Professor do departamento de Medicina Preventiva da Unimed - Santos Atuou por 3 anos como pesquisador do Laboratório de Fisiologia do Exercício do Centro Universitário Monte Serrat - Unimonte Sócio fundador do site musculacaoonline.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *