10 benefícios da musculação para idosos
16 de março de 2018
Melhores exercícios de musculação para as costas
16 de março de 2018

Ter níveis normais de testosterona é fundamental para saúde masculina, mas você sabe qual é o nível adequado de testosterona?

Mutos clientes da personal trainer online me perguntam como aumentar a testosterona naturalmente, nesse artigo vamos explicar como acontece o processo de produção de testosterona e quais medidas podem ser tomadas para que o corpo consiga aumentar sua produção.

O papel da testosterona é conhecido desde o início do século passado, mas só a partir da década de 30 que ela foi sintetizada por um químico alemão chamado Adolf Butenandt, que conseguiu sintetizar 15 mg do hormônio masculino androsterona a partir de mais de dez mil litros de urina.

De forma geral a testosterona é um hormônio mais ligado a fisiologia masculina do que a feminina, pois ele que promover as características andrógenas (masculinas) no homem. Dessa forma é fundamental manter os níveis desse hormônio dentro dos padrões de normalidade.

Para que isso aconteça você deve se alimentar corretamente, pois a deficiência de alguns nutrientes podem levar a redução da produção desse hormônio. É muito importante salientar que se a testosterona estiver normal o uso de suplementos ou alimentos não vai aumentar seus níveis.

Função da testosterona

A testosterona é responsável por regular características físicas e psicológicas no homem como: aumento da massa óssea, massa muscular, tom da voz, amadurecimento do aparelho reprodutor e desejo sexual.

Níveis de testosterona

Os níveis de testosterona variam ao longo da vida e mesmo ao longo do dia, eles têm uma diferença de até 300% entre os homens. A tabela abaixo trás as referências dos níveis adequados de testosterona.

Testosterona total ng/dL
Sexo masculino: 
300 – 900
Sexo feminino: 
Crianças pré-púberes 
(ambos os sexos):
até 40
X 0,0347 nmol/L
Sexo masculino: 
10,4 – 31,2
Sexo feminino: 
0,5 – 2,6
Crianças pré-púberes 
(ambos os sexos):
até 1,4
Testosterona Livre pg/mL
Sexo feminino: 
Menacme: 
0,3 – 3,2
Pós-menopausa: 
0,3 – 1,7
Sexo masculino: 
9,0 – 55,0
X 3,4673 pmol/L
Sexo feminino: 
Menacme: 
1,0 – 11,0
Pós-menopausa: 
1,0 – 5,9
Sexo masculino: 
31,2 – 190,0

Fonte: https://www.fleury.com.br/medicos/educacao-medica/manuais/manual-de-provas-funcionais/pages/apendice-valores-de-referencia-e-fatores-de-conversao.aspx
Muito importante salientar que é mais importante avaliar a testosterona livre do que a total, pois é essa fração que vai atuar nos tecidos e promover o anabolismo e a manutenção da libido.

Outro ponto importante e até engraçado é que alguns suplementos prometem o aumento da testosterona em mulheres, falam em aumentar até 100%. O detalhe é que se a mulher aumentar em 100% ela continua produzindo 500% a menos que um homem e isso não vai ajudar em nada no processo hipertrófico.

Como o corpo produz testosterona

A testosterona têm em geral a sua síntese controlada por hormônios hipofisários: FSH, LH e ACTH. GnRH estimula a liberação de LH e FSH, que vão regular a esteroidogênese e a gametogênese. As gônadas secretam activin e inibina, que farão a regulação da síntese de gonadotrofinas.

Andrógenos são produzidos no testículo, pelas células de Leydig, a síntese de testosterona é estimulada pelo LH. No órgão alvo, a testosterona é convertida em 5-a-dihidrotestosterona – DHT, que é mais ativa que a testosterona.

A testosterona pode ser convertida em estrógenos pelas enzimas do citocromo P450, nas células da granulosa, nas células de Leydig, na placenta, no cérebro, na hipófise, no fígado e no tecido adiposo. E por isso muitos indivíduos acabam desenvolvendo a ginecomastia e ou quedas abruptas na libido.

Idade e testosterona

Os níveis de testosterona variam ao longo da vida e começam a reduzir de forma significativa a partir dos 40 anos: O gráfico abaixo mostra essa evolução.

Idade Nível de T (ng/dL) – nanogramas por decilitro
0 Para 5 meses 75 Para 400
6 meses para 9 anos <7 Para 20
10 Para 11 anos <7 Para 130
12 Para 13 anos <7 Para 800
14 anos <7 Para 1200
15 Para 16 anos 100 Para 1200
17 Para 18 anos 300 Para 1200
19 mais anos 242 Para 950
Adulto médio 270 Para 900

Testosterona e seus bbenefícios

O corpo masculino promove o pico da produção de testosterona na adolescência, é nessa fase que os meninos têm a mudança do tom de voz, aumento da massa magra, dos pelos e o alargamento do tórax. Ela também regula a libido e entre os 30 a 40 anos ela pode sofrer alterações e isso afetar o desejo sexual.

O que pode afetar a produção de testosterona

Deficiências nutricionais, stress, distúrbios de sono, obesidade, doenças no testículo, hipófise e uma série de outras patologias pode afetar a produção de testosterona. Mas essa avaliação deve ser feita por um médico endocrinologista.

Nenhum tipo de suplemento é capaz de elevar a testosterona em homem saudáveis, então não caia na conversa do vendedor da loja de suplementos.

Os sinais da queda da testosterona são:

  • Redução da libido
  • Disfunção erétil
  • Fadiga no trabalho e treino
  • Aumento da gordura nos quadris (ginecoide)
  • Alterações de humor
  • Perda de força e massa magra

Exercícios e testosterona

A pratica regular de exercícios físicos é capaz de ajudar na manutenção da testosterona, mas o excesso de treino pode afetar a sua produção por elevar de forma significativa os níveis de cortisol, principalmente com o treino aeróbio.

Vários estudos encontram uma relação positiva entre o treino de musculação com altas carga e baixas repetições e a produção de testosterona. Mas essa produção parece ser aguda e não se perpetuar ao longo dos dias pós treino

Conclusão

A manutenção de níveis fisiológicos testosterona é fundamental para a manutenção da saúde física e psicológica do homem. Para que isso aconteça é fundamental perder peso, se alimentar de forma saudável com alimentos ricos em zinco e proteínas, dormir de 7 a 8 horas, aumentar a produção de vitamina D e praticar treino de força.

Então, para você aumentar sua testosterona naturalmente ela precisa estar baixa, ou para sua idade ou para o padrão médio dos exames de sangue. A partir do momento que for realizado o diagnostico da queda da testosterona converse com seu médico e adote as medidas descritas acima para elevar sua testosterona sem a necessidade de medicamentos.

Referência

Rodrigo Ramos
Rodrigo Ramos
Sou Personal Trainer, especialista em programas de hipertrofia e definição muscular. Se tiver alguma dúvida CLICA NO ÍCONE DO WHATSAPP no canto inferior DIREITO da tela OU na imagem no meio do POST para falar diretamente comigo! Boa leitura!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?