Hipertrofia muscular – como a visualização pode lhe deixar mais forte
3 de julho de 2014
Papel do overtraining na perda de massa muscular
18 de setembro de 2014

A grande maioria das pessoas que estão em processo de uma reeducação alimentar sentem que a saciedade nunca está por completa, e claro, por apenas um motivo, o organismo estava (mal) acostumado a uma certa quantidade de alimentos, e agora, se vê tendo que re-acostumar com outra certa ( e pequena ) quantidade.

Pois bem, ás vezes a saciedade está apenas em certos hábitos do dia a dia. A pessoa está ansiosa, e resolve comer um lanche, esquece de beber água, ao invés de uma fruta, prefere salgados industrializados, e, ao invés de comer de 3 em 3 horas, fica por muito tempo em jejum, até que tenha fome. Eis o erro, na hora em que se alimenta, ingere mais do que o necessário.

Neste artigo, queremos apenas salientar o quanto a saciedade está só e apenas na sua consciência. Li em algum lugar a diferença de fome e desejo, por exemplo: se você pensa em um prato de arroz com feijão e sente vontade de comer, isso é fome. Caso esse prato não lhe traz uma certa vontade de ingeri-lo, e pensa num suculento lanche, isso é desejo.

Logo abaixo elaboramos algumas dicas para que você se sinta saciado pelo resto do dia:

1- Beba água!

Mantenha-se sempre hidratado. Muitos dizem que 2 litros de água são o bastante, ou pelo menos o mínimo que o indivíduo deve ingerir, mas na verdade, cada um tem um organismo. O ideal é sempre, desde a hora em que acorda, você ingerir água. Ás vezes o corpo pensa ser fome, o que na realidade pode “ só “ ser um pedido para ser hidratado.

2- Coma sem pressa

A comida não tem que ser ingerida com rapidez, precisa ser degustada. Ao ingerir rápido, seu estômago acaba “ se enganando “. Quanto mais rápido você ingere, mais rápido você sentirá fome. E assim, acaba confundindo com a saciedade.

3- Faça exercícios regularmente

Sim, os exercícios estão ligados, e muito a saciedade. Como o exercício envolve muito o metabolismo, ele afeta diretamente na saciedade, também. Mas, precisam ser exercícios com intensidade adequada, como aeróbicos, por exemplo.

Conclusão:

A saciedade está ligada a vários setores em nossa vida. Mas, com pequenas mudanças, e um pouco de consciência do que seria ou não, sentir fome, você consegue chegar ao seus objetivos com mais facilidade.

Alguns hábitos podem ser moldados e irem se adequando ao seu dia a dia, como beber água, por exemplo. Ás vezes, é uma questão de costume. Andar com uma garrafinha na mochila, te fará lembrar do quanto isso é importante.

Mude, se adeque, consiga conciliar sua rotina com exercícios, os benefícios, serão imensos.

Procure pelas mudanças, bons treinos!

Thais Lima
Thais Lima
Graduanda em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, na instituição de ensino Esamc Santos. Responsável por fazer a pesquisa, seleção e produção dos melhores conteúdos sobre treinamento, nutrição, gestão de stress e sono, dieta e suplementação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?