MÉTODO DE INTENSIFICAÇÃO BI-SET PARA CRESCER RÁPIDO
24 de janeiro de 2024
TREINO DE HIPERTROFIA MUSCULAR COM O MÉTODO REST-PAUSE
26 de janeiro de 2024

Whey Protein, mais do que um simples suplemento, é um aliado poderoso no mundo da nutrição esportiva. Extraído durante o processo de fabricação do queijo, o Whey é uma proteína de alto valor biológico, repleta de aminoácidos essenciais que são cruciais para a reparação e o crescimento muscular. Sua rápida absorção pelo corpo o torna ideal para consumo pós-treino, um momento crítico para a recuperação muscular.

Se você quer baixar um treino 100% gratuito, CLIQUE AQUI e baixe treinos gratuitos para hipertrofia feminina

Essa imagem representa quanto de Whey tomar antes do treino
Whey Protein, guia completo do iniciante ao avançado

SIM, É BOM!

A eficácia do Whey Protein no ganho de massa muscular não é apenas um consenso entre atletas, mas também é respaldada por estudos científicos. Uma pesquisa publicada no “Journal of the American College of Nutrition” destaca que a suplementação com Whey resulta em um aumento significativo na síntese proteica muscular, comparado a outras fontes de proteína (Tang et al., 2009). Isso significa que o Whey oferece os blocos construtores que seus músculos precisam para crescer de forma eficiente após o treino.

Mas por que o Whey é tão especial? Uma das razões é seu perfil completo de aminoácidos, incluindo uma alta concentração de BCAAs (aminoácidos de cadeia ramificada), essenciais para a recuperação muscular e redução da fadiga. Um estudo publicado no “International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism” ressalta a importância dos BCAAs presentes no Whey, mostrando como eles contribuem para a redução do dano muscular e aceleram o processo de recuperação (Jackman et al., 2010).

DEVO TOMAR ANTES OU DEPOIS

A “janela anabólica”, esse conceito antiquado que insiste na necessidade de consumir proteína imediatamente após o treino, tem sido amplamente desmistificado. Estudos recentes demonstraram que essa suposta urgência é mais mito do que realidade. Um estudo publicado no “Journal of the International Society of Sports Nutrition” (Schoenfeld et al., 2013) concluiu que a janela para otimizar a síntese proteica é muito mais flexível do que se pregava anteriormente. 

Portanto, essa corrida frenética para beber seu shake de proteína no segundo em que você larga os halteres é desnecessária. A realidade é que a alimentação equilibrada ao longo do dia é o que realmente conta para a recuperação e crescimento muscular.

QUANTO DEVO TOMAR

Vamos desfazer um mito persistente sobre o consumo de Whey Protein: mais não é necessariamente melhor. A dose recomendada de Whey varia entre 0,2 a 0,4 gramas por quilograma de peso corporal, conforme sugerido em estudos como o publicado por Moore et al. (2009) no “American Journal of Clinical Nutrition”. Isto significa que uma mulher de 50 kg deveria consumir entre 10 e 20 gramas por dose. 

Exceder essa quantidade é desperdício puro, pois o excesso não é utilizado pelos músculos, mas sim por outros tecidos ou simplesmente excretado. Portanto, engolir quantidades cavalares de Whey, especialmente considerando seu preço, é jogar dinheiro fora. A moderação é a chave para um suplemento eficaz e econômico.

TIPOS DE WHEY

Antes de prosseguir, é importante entender que existem diferentes tipos de Whey Protein, cada um com características únicas:

  • Whey Concentrado: É a forma mais comum e contém uma quantidade significativa de lactose e gordura. Apesar disso, oferece um bom equilíbrio de proteínas e outros nutrientes.
  • Whey Isolado: Passa por um processo adicional de filtragem, removendo a maior parte da lactose e gordura. É uma ótima opção para quem tem intolerância à lactose ou está em uma dieta de baixa caloria.
  • Whey Hidrolisado: É pré-digerido, o que facilita a absorção. É a forma mais cara, mas é ideal para quem precisa de uma absorção rápida, como atletas de alto rendimento.

EXISTE WHEY PARA MULHER?

A ideia de que existe um “Whey Protein para mulheres” é mais um truque de marketing do que uma necessidade nutricional. A proteína é proteína, independentemente de ser vendida em uma embalagem rosa ou azul. A composição do Whey é universalmente benéfica, tanto para homens quanto para mulheres, e não há razão científica para diferenciar os produtos com base no gênero. Esta segmentação é uma estratégia da indústria para justificar preços mais altos, explorando estereótipos e a falta de informação. Não se deixe enganar: a proteína não tem gênero, e pagar mais caro por um produto “feminino” é simplesmente desperdiçar dinheiro.

VERDADES SECRETAS

Agora, é importante lembrar: Whey Protein não é uma solução mágica. Seu papel é complementar uma dieta equilibrada e um regime de treino adequado. Sem a combinação de uma nutrição apropriada e exercícios físicos, até mesmo o melhor Whey não trará os resultados desejados. 

É um equívoco comum pensar que apenas a suplementação levará ao crescimento muscular. Na realidade, o Whey é uma ferramenta para otimizar os esforços que você já está fazendo.

CUIDADO, O BARATO SAI CARO!

Um aspecto alarmante no mercado de Whey Protein é a prática de “amino spiking”. Esse método, destacado em pesquisas como a da ABNUTRI, consiste em adicionar aminoácidos não essenciais ou substâncias baratas para falsificar o teor proteico. Essa tática enganosa faz com que o produto pareça mais proteico do que realmente é, prejudicando não só a transparência para com o consumidor, mas também a efetividade do suplemento. Quando escolher seu Whey, opte por marcas com reputação de qualidade e honestidade, evitando cair em armadilhas de marketing.

Além disso, outro problema sério no mercado de suplementos é a venda de produtos fraudulentos contendo farinha em vez de proteína. Essas falsificações são uma verdadeira armadilha para consumidores desavisados, prometendo benefícios nutricionais que não entregam. A farinha, substância barata e nutricionalmente pobre comparada ao Whey, é usada para cortar custos e enganar o consumidor. Esse tipo de fraude não só falha em fornecer os benefícios esperados, como também pode ser prejudicial à saúde. Por isso, é fundamental verificar a credibilidade e as análises laboratoriais dos produtos que você consome.

MELHORES OPÇÕES

Quer saber quais são as marcas de whey protein mais recomendadas? Confira nossa seleção, baseada em avaliações de especialistas em nutrição e fontes confiáveis no universo do fisiculturismo e atividades físicas.

Whey Protein Concentrado:

  • Whey 100% Pure da Integralmédica
  • Whey Concentrado da Dux Nutrition
  • Gold Standard da Optimum Nutrition
  • 100% Whey da Max Titanium
  • Ultra Whey Pro da Universal
  • Whey Protein Fort da Vitafor
  • Best Whey da Atlhetica Nutrition
  • Whey Fort da Vitafor

Whey Protein Isolado:

  • Gold Standard 100% Isolate da Optimum Nutrition
  • Whey Protein Isolado da Dux Nutrition
  • Iso Triple Zero da Integralmédica
  • Iso Whey da Max Titanium
  • Iso Pro Whey da Probiótica
  • Veggie Protein da Essential Nutrition

Whey Protein Hidrolisado:

  • Whey Hidrolisado da Dux Nutrition
  • Hidrolizado ISO 100 da Dymatize Nutrition
  • Isolado + Hidrolisado Flexx Whey Protein da Under Labz

Informações Importantes:

Antes de decidir qual whey protein comprar, é crucial verificar o rótulo, ler detalhes no anúncio e analisar a tabela nutricional do produto. Avaliações de outros consumidores também podem ser muito úteis.

Instituições como o Inmetro e órgãos de defesa do consumidor frequentemente publicam análises sobre suplementos proteicos comercializados no Brasil. Essas análises incluem a verificação da composição, qualidade e procedência dos ingredientes. É sempre recomendável fazer uma pesquisa prévia para uma escolha mais informada.

CONCLUSÃO

Concluindo, apesar de o Whey Protein ser um ótimo suplemento, ele não é uma poção mágica para a hipertrofia. A ideia de que o Whey é superior à caseína, à albumina ou até mesmo à proteína isolada de soja (PIA) é mais um mito alimentado pelo marketing do que uma verdade científica. 

Cada uma dessas proteínas tem seu valor e pode contribuir para o crescimento muscular dentro de uma dieta equilibrada. A suplementação com Whey é uma escolha, não uma necessidade inquestionável. 

Não se deixe enganar pela narrativa de que sem Whey, seus músculos não crescerão. A chave para a hipertrofia é uma combinação de treino consistente, alimentação balanceada e descanso adequado. O Whey pode ser um aliado, mas certamente não é o herói exclusivo dessa jornada.

Então, se você está buscando melhorar seu desempenho e ganho muscular, considere o Whey Protein como parte de seu arsenal nutricional. Lembre-se, a chave para o sucesso é o equilíbrio: uma boa dieta, treino consistente e o suporte nutricional adequado. 

E claro, sempre consulte um nutricionista ou profissional de saúde antes de iniciar qualquer suplementação, para garantir que seja adequada às suas necessidades individuais.

Referências:

Rodrigo Ramos
Rodrigo Ramos
Para DUVIDAS ou SUGESTÕES, clique no ICONE do WhatsApp no canto interior DIREITO DA TELA. Ass. Prof. Rodrigo Ramos. Siga nosso site nas redes sociais e ganhe nossos eBOOKS sobre treino ou dieta!

2 Comments

  1. natacha disse:

    ola gostaria de um treino para definição muscular feminino sendo 3 dias na semana musculação para quem pratica muay thai todos os dias

  2. Rodrigo Ramos disse:

    Olá, bom dia!

    Faça sua avaliação física e contrate um plano de treino no site!

    Att

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?