TREINO DE HIPERTROFIA MUSCULAR COM O MÉTODO REST-PAUSE
26 de janeiro de 2024
GLÚTEO PERFEITO – TREINO DE HIPERTROFIA COM MÉTODO RUSSO (PD)
26 de janeiro de 2024

No universo do treinamento de hipertrofia, os métodos de treino são ferramentas essenciais para modular o volume, a intensidade e a densidade dos exercícios. Cada método possui características únicas que visam aumentar o estresse muscular, um fator crucial para estimular o crescimento. 

Se você quer baixar um treino 100% gratuito, CLIQUE AQUI e baixe treinos gratuitos para hipertrofia feminina

Por exemplo, o método Drop Set foca no aumento do volume, permitindo que o atleta continue a série após a falha muscular, reduzindo a carga e mantendo a tensão nos músculos (Schoenfeld & Grgic, 2017).

A intensidade, por outro lado, pode ser aumentada com métodos como a Pirâmide, onde o peso é progressivamente aumentado a cada série, desafiando os músculos com cargas cada vez maiores (Ratamess et al., 2017). Este tipo de treino é eficaz para desenvolver tanto a força quanto a hipertrofia, pois coloca os músculos sob tensão máxima.

1 MÉTODOS DE TREINAMENTO PARA HIPERTROFIA - Aluna Monalisa Moises que transformou o corpo usando os métodos do artigo
Minha Aluna Monalisa Moises que transformou o corpo usando os métodos do artigo, depois de 10 anos só usando o famoso treino 3×10 ou 4×8

Já a densidade do treino é abordada com métodos como o Cluster Set, que intercala períodos de descanso curtos dentro de uma mesma série, permitindo maior volume de trabalho em um tempo reduzido (Haff & Triplett, 2016). Essa técnica é particularmente útil para manter a qualidade das repetições e a intensidade ao longo de toda a sessão.

Em resumo, os métodos de treino são recursos valiosos para aumentar o estresse muscular, seja através do volume, da intensidade ou da densidade. Eles são fundamentais para superar platôs e promover a hipertrofia, mas devem ser utilizados de maneira estratégica para evitar sessões excessivamente longas e o risco de overtraining.

Lista dos principais métodos

1- Método de Série Única (SU)

  • Objetivo: Condicionamento físico.
  • Protocolo: 1×8-12 rep. carga moderada.

2- Método de Séries Múltiplas (SM)

  • Objetivo: Condicionamento físico – Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×8-12 rep. carga moderada.

3- Treino em Circuito

  • Objetivo: Condicionamento físico.
  • Protocolo: 1 a 3 passagens no circuito com 10 exercícios, 15 repetições por exercício..

4- Método Pirâmide Crescente (PC)

  • Objetivo: Força máxima.
  • Protocolo: 6×10-8-6-4-2-1 repetições máxima.

5- Método De Lorme (DL)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×8-12 repetições, aumentando a carga a cada série.

6- Método Bi-Set

  • Objetivo: Condicionamento Físico.
  • Protocolo: 2 exercícios para grupos musculares diferentes.

7- Método Mini-Circuito

  • Objetivo: Condicionamento Físico.
  • Protocolo: 3 exercícios para grupos musculares diferentes.

8- Método Rest-Pause

  • Objetivo: Força máxima e Hipertrofia
  • Protocolo: 3x 4+4+4 repetições máximas, com pausa de 20 segundos entre cada 4 repetições.

9- Método Bulk

  • Objetivo: Força máxima.
  • Protocolo: 4×4-6 repetições máxima.

10- Método Progressão Dupla

  • Objetivo: Força máxima e hipertrofia.
  • Protocolo: 8×4-6-8-10-12-10-8-6-4 repetições máxima.

11- Método Oxford (OX)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×8-12 repetições, diminuindo a carga a cada série.

12- Método Auxotônico (AXT)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3x 10 segundos de contração estática + 8 a12 repetições máxima.

13- Método Pirâmide Decrescente (PD)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 4×4-6-8-10-12 repetições máxima.

14- Método de Super Série Agonista (SS)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×8-15 repetições máxima, 2 exercícios para o mesmo grupo muscular.

15- Método de Super Série Antagonista (SSAT)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×8-15 repetições, 2 exercícios para grupos musculares antagonistas.

Vamos deixar os métodos mais divertidos

16- Método Série Gigante (SG)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 4 exercícios sucessivos para o mesmo grupo muscular, 3X8 repetições máximas.

17- Método Drop-Set (DROP)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3x 10+10+10 a cada 10 repetições o aluno reduz a carga em 10%.

18- Método 20|6

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 4×20-6-20-6 repetições máxima.

19- Método Excêntrico (ME)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×6-10 repetições com 110% da carga máxima.

20- Método da Repetição Roubada

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×6-12 repetições máxima com mais 2 a 4 repetições auxiliares.

21- Método de Repetição Forçada (MRF)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×8-12 repetições máxima com mais 2 a 4 repetições auxiliadas.

22- Método da Repetição Parcial (MRP)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×8-12 repetições máxima com mais 2 a 4 repetições parciais.

23- Método Breakdown (MB)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 4×8+4 repetições máximas, com redução de carga após a falha.

24- Método Superbomba (MSB)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 15×6 repetições máxima com 15 segundos de repouso entre as séries.

25- Método Flushing (MF)

  • Objetivo: Hipertrofia e Vascularização.
  • Protocolo: 4 exercícios sucessivos para o mesmo grupo muscular, 3X12 repetições.

26- Método de Prioridade (MP)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: Treinamento dos pontos fracos primeiro, seguido de outros grupos musculares.

27- Método Super Lento (MSL)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 3×6 repetições, com movimentos lentos e controlados.

28- Método Isométrico (MI)

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: 6×1 repetição isométrica

Agora os métodos vão ficar bem hardcore

29- Método Strip Set

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: Realização de uma série até a falha, seguida pela redução imediata da carga para continuar a série.
  • Exemplo: Rosca direta com peso inicial elevado, reduzindo a carga após a falha para continuar as repetições.

30- Método Rest Pause

  • Objetivo: Força e hipertrofia.
  • Protocolo: Realização de uma série até a falha, seguida de uma breve pausa (15-20 segundos) e retomada do exercício.
  • Exemplo: Supino com carga máxima, pausa breve após a falha, e retomada para mais algumas repetições.

31- Método Intra-Set

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: Alternância entre períodos de alta intensidade e descanso ativo dentro de uma mesma série.
  • Exemplo: Agachamento com séries de alta intensidade intercaladas com períodos de descanso ativo.

32- Método de Pico

  • Objetivo: Hipertrofia e força.
  • Protocolo: Foco em realizar a contração máxima no ponto de maior tensão do exercício.
  • Exemplo: Flexão de bíceps com ênfase na contração máxima no ponto mais alto do movimento.

33- Método de Pré-Exaustão

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: Realização de um exercício isolado seguido imediatamente por um exercício composto para o mesmo grupo muscular.
  • Exemplo: Extensão de pernas seguida por agachamento, ambos focados nos quadríceps.

Vamos aumentar a pancada

34- Método de Pós-Exaustão

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: Realização de um exercício composto seguido imediatamente por um exercício isolado para o mesmo grupo muscular.
  • Exemplo: Supino reto seguido por crucifixo, ambos focados no peitoral.

35- Método de Blitz

  • Objetivo: Hipertrofia.
  • Protocolo: Foco intenso em um grupo muscular específico durante um curto período de tempo.
  • Exemplo: Diversos exercícios para bíceps realizados em sequência durante uma única sessão.

36- Método Ondulatório

  • Objetivo: Hipertrofia e força.
  • Protocolo: Variação da intensidade e do volume do treino de forma cíclica e regular.
  • Exemplo: Alternância entre dias de treino de alta intensidade e baixo volume com dias de baixa intensidade e alto volume.

37- Método Cluster Set

  • Objetivo: Aumentar a força e a hipertrofia.
  • Protocolo: Consiste em realizar séries com pequenas pausas entre mini-séries de poucas repetições.
  • Exemplo: Realizar 5 repetições de agachamento, descansar 20 segundos, e repetir o ciclo dentro da mesma série.

Novidades que poucos usam no treino

38- Método Time Under Tension (MTUT)

  • Objetivo: Hipertrofia, focando na duração da tensão muscular.
  • Protocolo: Executar as repetições com um tempo específico de contração e extensão, aumentando o tempo total sob tensão.
  • Exemplo: Flexão de bíceps com 4 segundos na fase concêntrica e 4 segundos na fase excêntrica.

39- Método 3/7

  • O Método 3/7 é uma técnica avançada de musculação focada na hipertrofia e na resistência muscular. Aqui está uma descrição detalhada do método:
  • Objetivo: Hipertrofia e resistência muscular.

Protocolo:

  • Início com 3 Repetições: Comece realizando 3 repetições de um exercício, como o supino.
  • Descanso Breve: Após as 3 repetições, faça uma pausa curta. Este descanso deve ser suficiente para recuperar brevemente, mas não muito longo.
  • Aumento Gradual das Repetições: Na próxima mini-série do mesmo exercício, aumente para 4 repetições.
  • Progressão: Continue aumentando o número de repetições em cada mini-série subsequente, passando para 5, 6 e finalmente 7 repetições.
  • Ciclo Completo: O ciclo completo vai de 3 a 7 repetições, aumentando progressivamente a carga de trabalho.

Exemplo Prático:

  • Supino: Comece com 3 repetições de supino. Após um breve descanso, faça 4 repetições. Continue aumentando até chegar a 7 repetições na última mini-série.
  • Este método é particularmente eficaz para aumentar a intensidade do treino de maneira controlada, desafiando os músculos tanto em termos de força como de resistência. Ao incrementar o número de repetições em cada mini-série, você estimula os músculos de maneiras diferentes, promovendo o crescimento e a resistência muscular.

Só mais 2 para acabar

40- German Volume Training (GVT)

  • Objetivo: Hipertrofia extrema.
  • Protocolo: Realizar 10 séries de 10 repetições com o mesmo exercício, utilizando cerca de 60% da carga máxima.
  • Exemplo: 10 séries de 10 repetições de leg press com carga moderada.
  • Esses métodos oferecem uma ampla gama de abordagens para o treinamento de força e hipertrofia, adequados para diferentes níveis de experiência, desde iniciantes a avançados. A escolha do método depende dos objetivos específicos, do nível de condicionamento físico do aluno e da capacidade de recuperação.

41- Protocolo do Método R100:

  • 100 Repetições no Total: O objetivo principal do Método R100 é completar um total de 100 repetições de um exercício específico.
  • Divisão das Repetições: Estas 100 repetições podem ser divididas de várias maneiras, dependendo do nível de aptidão e resistência do indivíduo. Por exemplo, podem ser divididas em 10 séries de 10 repetições, 4 séries de 25 repetições, etc.
  • Descanso Entre Séries: É crucial ter um descanso mínimo entre as séries para manter a intensidade do treino. Este descanso pode variar, mas geralmente é curto, como 30 segundos a 1 minuto.
  • Seleção de Peso: O peso escolhido para o exercício deve ser moderado, permitindo que o atleta complete todas as 100 repetições com a forma correta, mas ainda desafiador o suficiente para ser eficaz.
  • Foco na Resistência: O Método R100 é especialmente benéfico para aumentar a resistência muscular, além de contribuir para a hipertrofia.

Exemplo Prático:

  • Exercício de Bíceps (Curl com Halteres): Realize 10 séries de 10 repetições de curl com halteres, com um descanso de 30 segundos entre cada série. O objetivo é alcançar um total de 100 repetições.

Este método é excelente para quem procura desafiar seus limites de resistência muscular e alcançar a hipertrofia. É importante, no entanto, estar atento à forma correta durante os exercícios e ajustar o peso adequadamente para evitar lesões.

Conclusão

Os métodos de treinamento, visam aumentar o volume, a intensidade ou a densidade dos treinos, três estímulos cruciais para a hipertrofia muscular. No entanto, é fundamental integrar cada método de forma estratégica em fases específicas do programa de treinamento, a fim de maximizar o crescimento muscular e evitar sobrecargas que possam ser contraproducentes ao desenvolvimento muscular.

Referências Bibliográficas:

  • Haff, G. G., & Triplett, N. T. (2016). “Essentials of Strength Training and Conditioning.” Human Kinetics.
Rodrigo Ramos
Rodrigo Ramos
Para DUVIDAS ou SUGESTÕES, clique no ICONE do WhatsApp no canto interior DIREITO DA TELA. Ass. Prof. Rodrigo Ramos. Siga nosso site nas redes sociais e ganhe nossos eBOOKS sobre treino ou dieta!

21 Comments

  1. Suzana disse:

    Rodrigo, tudo bem?

    Encontrei no treinamento avançado o metodo PCA, porem não consegui encontra-lo aqui nas descriçoes dos treinos. Poderia, por favor, me informar a que se refere a sigla e o método PCA?

    Obrigada

    []s

    Suzana

  2. Rodrigo Ramos disse:

    Olá Suzana,

    É uma pirâmide crescente achatada, vou escrever mais sobre métodos e explicar esse também.

    abraços!

  3. Sr. Rodrigo,
    Boa noite.
    Escolhi o plano de iniciante e só agora, acessando, percebi, que tem o plano personal trainner.
    Presumi, quando me matriculei, que o de iniciante, tenha também acompanhamento de personal trainner.
    Gostaria que o Sr. esclarece o assunto, explicando papel do personal trainner nos dois planos.
    Obrigado.
    Roberto.

  4. lucas de jesus disse:

    um bi set seria 2 exercícios diferentes pro mesmo grupo muscular sem descanso, e o tri set a mesma coisa só com três exercícios, e seria pra hipertrofia muscular, pois recruta mais fibras e por um tempo maior pois não tem tempo de descanso. fazendo o exercício sempre na falha concêntrica..

  5. Wesley Matias Moura disse:

    A página está de parabéns, conteúdo de alta qualidade.

  6. Rodrigo Ramos disse:

    Muito Obrigado! se puder compartilhe com seus amigos!

  7. charles henrique disse:

    Olá professor,
    Boa noite!
    Olha só o que aconteceu aqui na academia aonde eu treino, apareceu um jovem aparentemente uns 17 anos com um metodo treino que deixou a galera de queixo caido e preocupado com a situação. Ele amarrou aquela borracha de tirar sangue acima dos biceps e foi treinar. segundo ele era para vascularizar aumentando a pressão sanguinea. e aí professor isso procede, diz aí pra gente que coisa é essa.Obrigado e um grande abraço.

  8. Rodrigo Ramos disse:

    Olá, boa tarde.

    Isso é treino com oclusão, não tem nada de mágico nisso e pode ser uma alternativa legal para o treino de bíceps, tríceps, quadríceps e gêmeos. Más só faça isso 1x por semana.

  9. Daniel disse:

    EXATO!!!
    O BI e o TRI são com mesmo grupo muscular mas exercícios diferentes. O SUPER SET seria com músculos diferentes. Acho que ele se confundiu.

  10. Rodrigo Ramos disse:

    Olá, isso não é um treino e sim a explicação dos métodos

    Att

  11. Fernando Dias disse:

    alguma novidade em métodos de treino 2017 ?

  12. Rodrigo Ramos disse:

    Olá, boa tarde!

    Sim, algumas novidades

    Att

  13. M disse:

    Como faria a leitura nas seguintes pra executar -las:
    explos:

    1)4×12/8/6/4 int 120″
    2)4×10-12 int 120″
    3)4×12+8+6+4
    4)4×8-10

  14. Miguel Queiros disse:

    Boa noite. No Método De lorme DL – iniciantes, quando diz que temos de usar 100% da carga na 3º serie, tem de ser o peso q aguentamos para a repetiçao maxima?

  15. Rodrigo Ramos disse:

    Bom dia! É o peso (PESADO) que sustenta para repetição alvo sem perder a técnica de execução
    Att

  16. Karen disse:

    Bom dia! Em outro post de vocês foi citada uma metodologia que não encontrei aqui, “Cadeira extensora|ond|3Z20.6.8|60”. Esse método “ond”, seria qual protocolo?? obrigada!!

  17. Bruna disse:

    Olá! Qual a metodologia do método “ond”?
    Ex: |ond|3|20.6.8|60″
    Obrigada!

  18. RODRYGO disse:

    oi td bem? gostaria d saber se posso fazer uma serie de com 12 repeticoes, apos uma serie com 15 repeticoes sem descanso na verdade de 3 a 4 series

  19. Rodrigo Ramos disse:

    Converse com seu professor

  20. Duclier disse:

    parabéens, ótimo trabalho e bem elaborado, muito obrigado amigo.

  21. Maicon disse:

    Gostei da Matéria, muito bem explicada.. recomendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?